sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Folclore – Saci-pererê e Mula sem-cabeça

O folclore é uma coisa muito forte em nosso país, e é bastante presente em nossa cultura. Passado de geração em geração pela tradição oral, o folclore tem muitas histórias conhecidas. Duas delas, talvez as mais famosas, são o Saci-pererê e a mula-sem-cabeça. Conheça um pouco dessas duas histórias:

Saci-pererê

O Saci tem somente uma perna, um gorro vermelho e sempre está com um cachimbo na boca.

Sua principal característica é a travessura. Muito brincalhão, ele sempre se diverte com os animais e as pessoas, e por causa dessa sua animação às vezes acaba causando alguns transtornos.

Acredita-se que, para capturar um Saci, basta jogar uma peneira em cima do redemoinho. E depois disso deve-se retirar o capuz para garantir que ele ficará preso.

Pode-se observar que a lenda folclórica do Saci-pererê é uma historia destinada às crianças que tem a intenção de dar um recado, isto é, falar para quem está lendo que bagunçar não é uma coisa boa e que sempre acontecem coisas ruins quando se faz bagunça. Pode-se observar também que o fato de o Saci-pererê ser negro traz um preconceito para a lenda: será que ele seria assim se ele não fosse negro? Se ele fosse branco esta lenda continuaria a ser uma “lenda bagunceira”? Pense nisso, e reflita como até as lendas antigas trazem um pouco de preconceito.


Mula sem-cabeça

Segundo a lenda da mula sem-cabeça, qualquer mulher que namorasse um padre acabaria sendo transformada em uma mula que, no lugar de sua cabeça, haveria um buraco por onde sai fogo. Isso seria para que as mulheres vissem os padres como santos, e não como homens.

O encanto só poderia ser quebrado se alguém tirasse o freio de ferro que a Mula sem-cabeça carregava, e assim surgiria em seu lugar uma mulher arrependida por causa de seus pecados.

Pode-se observar na lenda acima que, assim como a lenda do Saci, existe um preconceito. A história fala de mulheres que namoram padres e são castigadas. E se fossem homens que namorassem mulheres casadas, será que teriam o mesmo fim? Eles seriam punidos por seus atos? Mesmo sendo uma sociedade machista como a nossa, tanto hoje como na época dessas lendas. Pense nisso, reflita e de sua opinião!



Mula sem-cabeça

Saci-pererê





Fontes:
Site Brasil Escola: http://www.brasilescola.com/

Grupo: Lara Barros
Izabella Siqueira
Ana Flavia Dardengo
Paula Neves


Pesquisa: Lara Barros
Izabella Siqueira
Ana Flavia Dardengo
Paula Neves

Fotos: Lara Barros

Um comentário: